sexta-feira, 20 de abril de 2012

Pensamento antidialético


Nem sempre aquilo que mais idealizamos é aquilo que sempre temos,nem sempre aquilo que sonhamos se torna impossível,acreditar é um facto é verdade mas lutar é outro que exige tudo de nos e esse é o mais importante.A inteligência revela-se na forma como conseguimos levantar-nos depois de cair,na forma como aprendemos a contornar os obstáculos e a filtrar os estímulos.Não somos melhores nem piores que ninguém simplesmente uns tem mais capacidade de decifrar os códigos da inteligência, da resiliência,da autocrítica, do altruísmo que outros...São as decepções e as adversidades que por vezes nos constroem ou destroem, mas devem ser usadas para nos reconstruir, nenhum ser humano é digno de atingir a maturidade se não usar as suas incoerências para a produzir.
Rekinh@

Introspecção

Bem este será o meu primeiro post, decidi iniciar um novo blogue dando-vos a conhecer algumas das minhas experiências sejam elas positivas ou negativas, os meus pensamentos, e transparecer-vos os meus conhecimentos adquiridos ao longo da vida para que alguns de vocês tirem partido delas, se identifiquem e aprendam algo lendo aquilo que escrevo. Como disse na descrição sou uma pessoa bem disposta mas também tenho os meus altos e baixos como toda agente, por vezes agravam-se por outro são breves mesmo, ás vezes não tenho paciência nenhuma para os adultos não sei se pelas conversas que tem se por aquilo que fazem, só sei que me chateiam e sem duvida que não é a melhor companhia nessa altura que estou a deprimir e os meus neurónios entram em curto-circuito. A melhor terapia para mim nessa altura são as crianças( ou então uma massagem relaxante xD ), parece estranho pois criança por vezes é um ser difícil de aturar e tira-nos a paciência, mas comigo funciona ao contrario, alem do mais é perto delas que me sinto bem, pois transmitem-me paz e tranquilidade, aquilo que mais preciso nessas alturas. Criança só ri, chora e brinca, não incomoda com os seus problemas não fala da vida e não da conselhos ruins, simplesmente é nossa amiga e nos dá amor. Por vezes gostava de ser assim, tudo seria mais fácil mas cada vez que vamos crescendo aumentam as responsabilidades as dores de cabeça e os sonhos são metas que tentamos atingir e nos dão angustias e desilusões por falta de alcance, criança sonha ingenuamente e tem uma quantidade imensa de sonhos, e nenhum é problema para ela, vive numa imensidão tão grande mas contenta-se com pouco. Quanto mais velho mais complicado se torna o ser humano, e todos os seus problemas! É uma turbulência constante a nossa cabeça a ser bombardeada com estímulos provenientes do exterior, e que nos debilitam psicologicamente, ficando assim o nosso cérebro com capacidade anómala de reagir correctamente. Por vezes ficamos tão baralhos e apáticos que não sabemos o que fazer, e depois quando tomamos alguma decisão é a errada quase sempre. E segue-se de novo um novo ciclo angustiante, e eu pergunto somos nós os complicados ou é o resto que exige inteligência da nossa parte e por vezes não temos capacidade ampla de projectarmos os prós e contras e apenas pensamos em livrar-nos das coisas no momento, é o mais fácil mas não o mais inteligente. Pois as consequências virão sempre depois, e la estaremos para acarretar com elas mas nunca leva-las de animo leve, e ai começam as perguntas ilógicas "porque é que isto me acontece a mim?", "porque é que eu fiz aquilo?", "porque é que eu não pensei?" etc, todas estas perguntas e outras mais surgem sempre depois de uma tentativa falhada de resolução, e tudo isto se torna um vicio, pois estamos constantemente a ser postos a prova, a sermos testados, e apenas aqueles que se sentarão à mesa fazendo uma introspecção, transpondo pensamentos presentes em futuros terão uma grande probabilidade de triunfar sobre as suas decisões. "Vale apena pensar nisto...:P
Rekinh@